A Prática de Esporte na Terceira Idade

É mais que comprovado que praticar esportes com regularidade traz inúmeros benefícios para a saúde física e mental dos praticantes, além de melhorar a qualidade de vida. Para as pessoas com deficiência, praticar esportes pode representar muito mais que saúde.

Praticar atividade física tanto por competitividade quanto por diversão pode trazer ao indivíduo benefícios físicos e psicológicos.

Melhora do Esporte no Aspecto Físico:

Agilidade, equilíbrio, força muscular, coordenação motora, resistência física, melhora das condições dos aparelhos circulatório, respiratório, digestório, reprodutor e excretor; velocidade, ritmo, possibilidade de acesso à prática do esporte como lazer, reabilitação e competição, prevenção de deficiências secundárias, promoção e encorajamento do movimento, desenvolvimento de habilidades motoras e funcionais para melhor realização das atividades de vida diária, entre outros.

Melhora do Esporte no Aspecto Psíquico:

Melhora da auto-estima, aumenta à integração social, redução da agressividade, estímulo à independência e autonomia, experiência com as possibilidades, potencialidades e limitações, vivência de situações de sucesso e de frustração, motivação para atividades futuras, desenvolvimento da capacidade de resolução de problemas, entre outros.

É imprescindível respeitar as limitações, adequando modalidades e objetivos pessoais. É preciso haver acompanhamento e muita atenção na hora de executar um movimento. É necessário respeitar todas as normas de segurança, evitando novos acidentes e o mais importante, estimular sempre o desenvolvimento da potencialidade individual.

No Tênis de mesa os deficientes físicos como os lesionados cerebral e medular, amputados ou portador de qualquer tipo de deficiência física pode-se participar desta modalidade esportiva, onde as disputas são realizadas em pé ou sentado. As provas podem ser realizadas em duplas e individuais, sendo a classificação de acordo com o nível de deficiência. As regras sofrem poucas modificações, em relação ao tênis de mesa convencional.

Um dos benefícios desta modalidade, o Tênis de Mesa, é desenvolver a coordenação motora, reflexos, velocidade de raciocínio e habilidade, características de imensa importância para o portador de deficiência que geralmente apresentam algum tipo de déficit ou alterações neuropsicomotoras.

Outros benefícios importantes do Tênis de Mesa é a exigência de um comportamento disciplinar durante as aulas, onde destacamos a necessidade da concentração, o raciocínio (auto-correção), a perseverança, o domínio emocional, durante os treinamentos.

É um esporte individual a aluno precisa conhecer a si mesmo, trabalhando os fatores como a auto-estima e motivação, mas é praticado em um ambiente de equipe, trabalhando também fatores interpessoais, o respeito ao próximo, a sociabilizarão entre os alunos e com o próprio professor.

A Prática de Esporte na Terceira Idade
Avalie Este Post!

Deixe uma resposta

error: Content is protected !!